segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Desisti



Erguendo-me do chão
Voltando a acreditar apenas em mim mesma.
Eu tenho que ir
Apenas desisti.

O sol continua brilhando como sempre esteve.
As estrelas iluminando o caminho.
Eu estou bem.
Apenas desisti.

Já fomos quebrados em dois.
Agora não há mais chance de encontrá-lo.
Como um tesouro sem mapa.
Apenas desisti.

Já procurei demais.
Esperei demais.
Quando acreditei demais.
Eu apenas me decepcionei.

Vidrilhos parecem diamantes.
Tenho encontrado apenas os primeiros.
E sempre saem triunfantes.
Apenas desisti.

Nada parece justificar como me sinto
Depois que tudo tem fim e eu acordo.
Não há primavera, nem sol da manhã.
Apenas mentiras e meias verdades.
Por isso desisti.

Tudo ficará bem como tem que ser.
Continuarei bastando para mim mesma.
O vazio continuará onde está.
E essa busca infundada tem que parar.

Apenas me responda:
Eu ainda devo acreditar?

Nenhum comentário: