sexta-feira, 2 de março de 2012

Conto de Fadas


De: Monica Blue
Não quero pena, quero compreensão.
Não quero bronca, quero amor.
Buscando alguém para compreender
não sei mais onde procurar na escuridão da noite
Eu sou uma bagunça completa
É tudo tão vazio e silencioso em mim
Sou um erro na névoa escura.
Apenas uma alma solitária.
Eu tento ser forte até quando não sei.
Tudo desmorona ao meu redor.
Eu quero voltar ao que era
mas o corpo e a alma estão cheio de cicatrizes profundas
Eu tenho que seguir por mim mesma
e esquecer os contos de fadas.
Eles já não existem mais
Eu apenas queria ficar e ir em frente,
mas há algo de sombrio e triste
que me fascina e me seduz.
Vou me afastando de você
e do que procuro tanto
o que mais preciso pra viver
o amor.
Seus olhos como faróis na minha escuridão.
Seu sorriso meu doce troféu.
Quantas vezes é preciso me perder no caminho?
Retornando sempre ao início desse labirinto sem fim.
O conto de fadas se foi
e só desejo saber por quê.
Sinto-me tão só
e tão perdida
confusa nas minhas próprias complicações.
Tento me compreender.
Conversar com a tristeza.
Entender um amor que nunca vem
um conto de fadas que jamais existirá.
Eu passei a vida inteira
mentindo pra mim mesma.
Ser especial não é esperar por um príncipe
ou um amor verdadeiro.
Ser feliz não é utopia.
Sonhos não são impossíveis.
Eu só preciso ser forte e lutar
Descobrir que não sou uma princesa.
Sou uma guerreira.
Uma mulher comum,
que acorda todos os dias
enfrentando um mundo torto.

Nenhum comentário: