segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Lar

Boa tarde amigos,

Tem dias que a gente acorda com a sensação que deixou algo para trás, algo como o paraíso ou coisa parecida. Hoje estou com essa sensação, que uma parte de mim ficou no meu sonho junto a algo muito bom, como um pequeno milagre. Dois grandes brigadeiros e um litro de lágrimas não conseguiram repor o vazio que ficou dentro do peito e da alma. E como saber o que deixei? ou o que vivi? Não tem jeito, o lar agora é aqui e devo viver conforme suas regras. Como tudo muda nesse mundo, nada fica parado, nem sentimentos, nem coisas, nem nós. Somos mutáveis, sim, somos seres que mudam de opinião direto. O que importa mesmo é o que somos, a nossa essência, nossa alma. Temos tanto a aprender e tão pouco tempo...
Eu já me achei indesejada;
Eu já me achei inútil;
Eu já me achei um nada.
Só que descobri que sou apenas o reflexo de tudo que vivi, um amontoado de cicatrizes que foram se reunindo em minha alma imortal. Tem horas que dá vontade de desistir, mas seria covardia demais. Sou bem mais que isso, a luz me leva de volta ao meu lar. Sempre.
Nunca desista, você pode mais, sempre. Mesmo que pareça que tudo está acabado há muito ainda por vir de bom e de ruim. Tire essas lágrimas dos olhos e siga em frente. Seu rosto de anjo precisa apenas de coragem, essa você tem de sobra então prossiga, o caminho é todo seu.


Você é minha rocha
Quando acho que tudo desmorona
Você vem e segura minha mão.
Quando me sinto decepcionada
Você me levanta do chão.
Algumas coisas não mudam.
Outras não ficam como são.
Estar com você é o que eu quero.
 Não precisamos de palavras.
Porque você é minha casa.
Você está nos meus ossos.
Algumas vezes eu desisto.
Você não me deixa ir.
Eu sei que vamos sempre tentar.
Não precisamos de palavras.
Eu tentarei ficar junto a você
Quando as lágrimas escorrem pelo meu rosto
É sua mão que as seca
Quando a tristeza canta na minha voz
É sua música que cala.
Você é tudo que preciso.
A porta para o céu.
Quando a decepção me joga.
Você vem e me levanta do chão.
Erros perdoados
Porque somos mais do que carne.
Você é minha casa.
Eu não quero perder você.
Eu quero sempre você comigo.



Nenhum comentário: