quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Azul

De: Monica Lopes de Mendonça


"A escuridão cinza da noite

substitui o azul do céu e dos seus olhos.

Seu rosto aparece etéreo em meue sonhos

antes que eu desperte.

Porém, vai embora junto à lua.

Prometendo-me que serei sempre sua.

Fique até a tempestade passar

segure minha mão e deixe-me segura.

mostre-me a força desse amor eterno.

Espere até o sol queimar e levar você de mim.

Eu não temo.

Sei que você é meu pedaço do Paraíso.

A certeza que ele existe.

Eu posso ver a sua luz brilhante, onírica, diáfana.

Apesar dos olhos tristes de saudades.

Você faz minha vida prosseguir,

mesmo em outra dimensão.

Quero te encontrar acordada.

Abraçar bem forte, sentir você, seu abraço, seus lábios.

Tudo que tenho são sonhos.

Contando os minutos para a noite chegar

e atravessar o muro que nos separam

tão distantes

tão próximos

Meu doce anjo

de asas douradas

ou mesmo sem asas

estou aqui

sempre à sua espera.

Incansavelmente...

Nenhum comentário: